Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Maçã Doce

por Ana Lages, em 24.02.18

Nome perfeito para uma sobremesa que é isso mesmo, uma maçã adocicada, com ingredientes simples, fácil de preparar e super saudável. Como a maior parte das receitas que faço, esta também não veio da minha inspiração. Estava no Instagram, quando passei por uma imagem da Iara Rodrigues, nutricionista, com umas imagens de maçãs assadas, recheadas com mirtilos, amêndoa e sementes de abóbora. Li a receita por alto e fiquei com ela em mente. Não decorei os ingredientes e passado umas semanas, num domingo de manhã, lembrei-me de a fazer. 

Isto porque nos Domingos apetece sempre algum docinho extra, algo diferente e especial dos outros dias. Em vez de comprar um bolo (por muito apetecível que seja, ainda por cima em França), numa pastelaria, porque não fazer em casa algo tão simples?

Tinha as maçãs e uma saca de mistura de caju com uvas passas (comprada no Lidl). Tinha também o mel, canela e limões. Era tudo o que precisava. Utilizei então:

  • 4 maçãs golden grandes
  • Mistura de frutos secos (no meu caso caju e uvas passas) q.b.
  • 1 colher de sopa de Mel 
  • Canela q.b.
  • Limão q.b.

 

Para começar, cortei todas as maçãs ao meio (separando o topo da base) e retirei a parte interior das sementes, com ajuda de uma faca. Atenção, para quem tem aquele utensílio de cozinha, removedor dos caroços da fruta, pode (e deve) fazê-lo antes de dividir a maçã em dois, e assim poupar tempo e trabalho.

 

070aacc9-285a-423c-8500-c065a9873e4f.jpg

Deixo aqui uma imagem para que entendam. 

Este utensílio é deveras útil, pode ser usado até nos ananases para remover a parte central mais fibrosa.

 

De seguida, peguei na mistura de frutos e triturei-os. Isto, porque os frutos são um pouco grandes e não iam permitir um encaixe correto das duas partes da maçã. Para que a mistura ganhasse um pouco de ligação, adicionei também uma colher de café de mel. Assim consegue-se uma textura mais firme e torna-se mais fácil de colocar na maçã.

Distribui então por todas as metades e uni as duas partes da maçã, pressionando um pouco em cima para que fiquem bem estáveis. Numa taça à parte, misturei uma colher de sopa de mel, canela e um pouco de sumo de limão. Misturei tudo e espalhei por cima das maçãs. Quem tiver um daqueles pincéis de silicone, aconselho o uso porque se torna tudo muito mais fácil. Et voilá! Prontinho! Coloquei ao forno e para ajudar numa primeira cozedura, tapei com uma folha de papel de alumínio e só depois liguei a grelha superior do forno. Assim as maçãs cozem também pela parte interior.

 

IMG_20180211_145639 (2).jpg

 

 

Dica: Se preferirem, logo no inicio, com ajuda de um garfo ou de um palito, perfurar a maçã por todo, para depois ajudar na cozedura. Quem preferir, pode também adicionar um pouco de açúcar que “ajuda” a libertar um pouco de sumo. No entanto, para uma versão mais saudável, utiliza-se o mel como adoçante natural.

Não utilizei quantidades certas dos frutos, fiz tudo a olho. Mas diria que dois a três punhados pequenos de frutos é o suficiente. 

Em vez do limão, pode-se utilizar água para aumentar a dose e/ou para diluir um pouco mais o mel. 

 

Alternativa

Depois de fazer a primeira tentativa, que achei super saborosa, comecei logo a pensar em outras possibilidades, outras combinações. O meu primeiro pensamento foi para a amêndoa, presente na receita original, mas não tinha em casa. Tinha no entanto, frutos vermelhos congelados, que facilitam imenso a vida e podem ser usados de diversas formas. Por isso, nesta segunda alternativa que vos deixo aqui, inspirei-me um pouco na receita do ratatouille: cortei a maçã em várias fatias, deixando o centro intacto, removendo apenas as sementes (menos trabalho e mais rápido que a primeira receita)

Distribui as fatias num tabuleiro e fui colocando o resto dos frutos secos que ainda tinha, partidos grossamente com uma faca. Desta vez, não preparei nenhuma mistura e cobri diretamente as fatias com mel, até todas estarem cobertas com alguns fios. Fiz o mesmo com a canela. Por cima de tudo, distribui abundantemente frutos vermelhos congelados. A vantagem destes frutos é que libertam bastante sumo. Por isso mesmo, para ajudar numa cozedura inicial, primeiro liguei a grelha inferior, e só depois com a grelha superior para dourar as fatias.

IMG_20180218_122104 (2).jpg

 

IMG_20180218_140454 (2).jpg

 P.S.: Espero que tenham gostado! Já teria postado muito mais cedo a receita se tivesse net, mas como alguns de vós sabem, no local onde vivo agora em França, a conexão é muito má. Má no sentido de estar sem internet no PC à uma semana no mínimo. Daí a qualidade das fotografias deixar muito a desejar. Se uma foto destas demora quase 10 min a carregar, imaginem o tempo que levaria a carregar uma foto com boa qualidade! Bom, vou publicar este post antes que fique sem net outra vez! Se gostaram, comentem, ponham gosto e dêem mais ideias! 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados


Mensagens



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Favoritos